Febre Amarela — Labi Exames

Febre Amarela

20 de fevereiro de 2018

O que é?

A febre amarela é uma doença infecciosa não contagiosa, causada por um vírus. A doença é predominante das áreas de florestas tropicais da América do Sul e África e pode ocorrer sob a forma de surtos e epidemias com impacto na saúde da população. O vírus é mantido na natureza por transmissão entre macacos e mosquitos silvestres. No entanto, uma pessoa com febre amarela silvestre pode, porém, ser fonte para um surto da chamada febre amarela urbana, transmitida principalmente pelo Aedes aegypti, um mosquito que vive nas cidades, também transmissor dos vírus na Dengue, Chikungunya e Zika. Dessa maneira, a vacinação é extremamente necessária para evitar e controlar a infecção principalmente a expansão para áreas urbanas.

Quando suspeitar de febre amarela?

Nesse sentido, deve ser considerado caso suspeito o indivíduo com exposição em área afetada recentemente (em surto) ou em ambientes rurais e/ou silvestres destes, com até sete dias de quadro febril agudo (febre aferida ou relatada) acompanhado de dois ou mais dos seguintes sinais e sintomas: dor de cabeça, dores musculares, dor nas costas, mal-estar, calafrios, náuseas, vômitos, pele amarelada e/ou sangramentos, sendo residente ou procedente de área de risco para febre amarela, nos 15 dias anteriores, que não tenha comprovante de vacinação de febre amarela ou que tenha recebido a primeira dose há menos de 30 dias.

Como realizar o diagnóstico?

Em relação ao diagnóstico laboratorial, exames inespecíficos podem apresentar alterações e auxiliam na identificação de formas mais graves e no manejo clínico. Tais quais: hemograma completo, aminotransferases (TGO, TGP), fatores de coagulação, principalmente protrombina, fator VIII e tromboplastina, bilirrubina, análise de urina, uréia e creatinina.
O diagnóstico específico de febre amarela pode ser feito de forma direta pela detecção do vírus em amostras clínicas (sangue e/ou tecidos) por meio do isolamento viral. Pode-se também detectectar parte do código genético do vírus no material clínico através de uma técnica chamada de PCR. Se vc já teve contato com o vírus, anticorpos (substâncias de defesa no organismo que atacam o vírus) serão produzidos pelo organismo e poderão ser detectados por meio de técnicas laboratoriais. O momento ideal para esses tipos de exames é após o 5º dia de início dos sintomas.

Como me prevenir?

Como medida de proteção individual é importante o uso de camisas de mangas compridas e calças, ficar em lugares fechados com ar condicionado ou que tenham janelas e portas com tela, para evitar a entrada de mosquitos, dormir debaixo de mosquiteiros, não usar perfumes durante caminhadas em matas silvestres, pois perfumes atraem os mosquitos, usar repelentes registrados oficialmente, se for usar protetor solar, aplicá-lo antes da aplicação do repelente e para crianças não usar repelente em crianças com menos de dois meses de idade e vestir as crianças com roupas que cubram braços e pernas.
A forma mais eficaz de evitar a febre amarela é por meio da vacinação, porém é importante estar atento as contraindicações: Crianças menores de 6 meses de idade; Pessoas com imunodepressão grave por doença ou uso de medicação; Pacientes HIV sintomáticos ou CD4 abaixo de 200 células/mm3 (crianças menores do que 6 anos com <15%); Pacientes com câncer em quimioterapia ou radioterapia ou que tenham apresentado doença neurológica desmielinizante no período de seis semanas após a aplicação de dose anterior da vacina; que realizaram transplante de órgãos em uso de terapia imunossupressora ou se feito transplante de medula óssea devem ser avaliados, considerando o estado imunológico e o risco epidemiológico, respeitando-se o período mínimo de 24 meses após o transplante; Pessoas com história de reação anafilática relacionada a substâncias presentes na vacina e se alergia a ovo de galinha e seus derivados, avaliar risco/benefício pela sensibilidade.
No entanto, em casos de pessoas com 60 anos ou mais, deve-se procurar um profissional de saúde para se avaliar individualmente se a pessoa deve ou não tomar a vacina, Sabe-se que pessoas com mais de 60 anos podem ter seu estado imunológico acometido trazendo risco pós-vacinal. Por isso, ressalta-se a importância de sempre procurar seu médico para avaliação e informações mais detalhadas.

Aqui você tira todas as suas dúvidas sobre nossos exames.
Consulte aqui
Você também pode consultar preços de exames individuais.
Consulte aqui

Porque saúde
é para todos!

O Labi Exames tem diversos check-ups de exames diferentes, criados especialmente para você.

Cada check-up foi desenvolvido para um perfil de pessoa e contém uma série de exames importantes para o acompanhamento da sua saúde. Você não precisa de prescrição médica para fazer exames. Basta escolher o check-up que melhor se adequa a você e procurar uma unidade ou entrar em contato para agendar coleta residencial. Caso precise de exames avulsos, consulte individualmente em nosso site ou no link abaixo - clique aqui para consultar exames avulsos.

No Labi Exames, você tem acesso ao seu resultado aqui mesmo no nosso site.

Basta clicar no ícone de resultados de exames no canto superior direito e informar o código do seu exame. Se precisar do seu exame impresso, procure uma de nossas unidades.

Veja aqui nossos dados de contato:

WhatsApp: 11 97216-4063 E-mail: info@labiexames.com.br

Após receber os resultados dos seus exames, você deve consultar seu médico para que ele possa avaliar e decidir o que deve ser feito.

Consulte sempre um médico de sua confiança, para que sua saúde esteja sempre sob controle. Nós do Labi Exames temos o prazer de continuar proporcionando exames de qualidade, acessíveis a um preço justo, com todo o cuidado e carinho que você merece.